top of page

8 SINTOMAS COMUNS DA PERIMENOPAUSA




Todos nós sabemos que as ocupações da vida podem levar seu corpo ao caos. Quando temos entre vinte e trinta e poucos anos, trabalhamos a todo vapor, precisamos ganhar valor por meio da produtividade e desempenho. Mas adivinhe? Isso nos leva a exaustão e consequentemente ficamos doente.

Nossa sociedade nos diz que precisamos fazer tudo para todos perfeitamente. O estresse que isso causa não é apenas psicológico – afeta seu corpo e seus hormônios. Isso pode contribuir para que os sintomas da perimenopausa comecem cada vez mais cedo devido ao caos hormonal que o estresse está causando em seu corpo .

As mulheres o tempo todo se perguntam: “Isso com o qual estou lidando significa que estou na perimenopausa?” É uma pergunta difícil de responder porque a perimenopausa atinge de forma diferente cada pessoa.

Aqui estão algumas coisas que sabemos sobre a perimenopausa:

·         Pode atingir mulheres entre 35 e 50 anos,

·         Dura entre alguns meses a 10anos de sintomas,

·         Os hormônios sexuais começam a diminuir,

·         Hormônios vitais (como insulina e cortisol) são facilmente desregulados, levando a muitos sintomas desconfortáveis.

Quando a menopausa chegar, o fluxo hormonal com o qual você está lidando se acalmará e você encontrará seu novo normal.

A perimenopausa pode ser uma transição infernal para muitas mulheres. Mas, ao entender o que está causando seus sintomas e como retomar o controle de seus hormônios, você PODE continuar vivendo com energia, facilidade e graça durante a perimenopausa!

Embora seja diferente para cada pessoa, aqui estão alguns dos maiores indicadores de que você pode estar passando pela perimenopausa :

1)       FOGACHOS E SUORES NOTURNOS

Este é um dos sintomas que mais chama a atenção. Há anos ouvimos nossas avós e mães falando sobre Suar nos momentos mais inoportunos ou acordar à noite molhada, quente e miserável.

Até 50% das mulheres sofrerão de ondas de calor ou suores noturnos durante a perimenopausa e a menopausa. A medicina convencional nos diz que não há causa raiz conhecida para as ondas de calor, mas pesquisas recentes indicam que ela pode estar ligada à resistência à insulina.  Isso é responsável não apenas pelas ondas de calor, mas também pode contribuir para a fadiga, ganho de peso e alterações no sangramento.

2)       TPM MAIS INTENSA

Muitas mulheres reclamam de TPM grave durante a perimenopausa. Esses sintomas podem ser antigos para você porem ocorre um aumento  em gravidade e intensidade, ou se a TPM não existia, pode começar a ocorrer, tudo é temporário. Uma vez que seus ciclos se espalhem mais e seus hormônios se acalmem na verdadeira menopausa, esses sintomas devem se dissipar.

Uma das maiores causas da intensificação da TPM na perimenopausa é a diminuição da progesterona. A progesterona é um dos principais hormônios calmantes do seu corpo e, à medida que seus níveis diminuem naturalmente ao longo dos 30 e 40 anos, sua estabilidade de humor, energia e paz de espírito pagam o preço (especialmente na semana anterior à menstruação).

Uma das maneiras mais fáceis de enfrentar essa mudança e obter alívio é usando um gel de progesterona bioidêntico seguro e natural.

Esta NÃO é a reposição hormonal perigosa que você ouviu que causa câncer. Em vez disso, é uma maneira fácil de aumentar os níveis de progesterona em seu corpo para aliviar seus sintomas com segurança e aliviar essa transição.

3)      ALTERAÇÕES DO CICLO MENSTRUAL E DO SANGRAMENTO UTERINO

À medida que seu corpo transita para a perimenopausa e a menopausa, faz sentido que você experimente mudanças na menstruação.

Esta é uma área que realmente varia de pessoa para pessoa - para algumas mulheres, elas perderão ciclos por vários meses antes de retornarem a um padrão regular. Para outras, eles podem ter períodos mais frequentes por um tempo antes de começarem a se espalhar. Algumas mulheres têm fluxos mais leves do que o normal, enquanto outras apresentam sangramento particularmente intenso.

Praticamente qualquer padrão menstrual  durante a perimenopausa é por causa de todos os altos e baixos hormonais durante esta fase. À medida que seu equilíbrio de estrogênio e progesterona muda, o excesso de estrogênio pode levar a períodos mais longos e pesados, enquanto quedas no estrogênio significam períodos mais leves e curtos.

Pólipos, miomas e endometriose também aparecem mais durante a perimenopausa. A inflamação em seu corpo – causada por estresse e desequilíbrio hormonal – pode torná-los mais dolorosos e prevalentes, levando a mais sangramento do que apenas um período normal.

Não ignore se o seu sangramento parecer excessivo. Fale com o seu médico e for recomendado uma histerectomia ou reposição hormonal com anticoncepcional, não se contente com essas como suas únicas opções.

O soro de progesterona bioidêntico que mencionei acima também pode trazer grande alívio para os períodos intensos e reduzir a quantidade de dor e sangramento que você sente a cada mês.

4)      SECURA VAGINAL

O declínio dos níveis hormonais é o grande culpado aqui.  À medida que os níveis de estrogênio caem durante a perimenopausa tardia, o tecido da vagina fica mais fino e perde a capacidade de se lubrificar. Isso pode ser uma fonte de dor durante a relação sexual, o que pode levar a um declínio no desejo e no prazer sexual.

O uso local de hormônio Estriol é uma das melhores maneiras de melhorar esse sintoma.

5)      PROBLEMAS DE SONO

Não ter uma boa noite de sono faz com que a mulher fique cada vez mais sintomática - fadiga, confusão mental, irritabilidade e outros problemas podem ser uma luta depois de uma noite sem descanso. Infelizmente, muitas mulheres experimentam problemas de sono ao entrar na perimenopausa, o que pode agravar muitos dos outros problemas que você enfrenta neste momento.

Acordar por causa de suores noturnos, ter problemas para adormecer porque sua mente simplesmente não consegue desligar ou acordar se sentindo extremamente cansado, seus hormônios podem ser os culpados.

Você pode se surpreender ao saber que a progesterona e o estrogênio são peças-chave para garantir uma boa noite de sono. Assim, à medida que seus níveis desses hormônios mudam, seus padrões de sono também mudam.

6)      ALTERAÇÕES DE HUMOR, ANSIEDADE E DEPRESSÃO

Este é outro sintoma altamente individual da perimenopausa. Cada mulher experimenta esse momento da vida de maneira diferente e cada uma lida com o estresse à sua maneira.

É muito importante nesse periodo cercar-se de pessoas amorosas e solidárias para ajudá-la a caminhar por esse novo periodo. Não deixe que o peso do estresse e das obrigações te domine. Reserve um tempo para reconhecer o que está sentindo. Se de o tempo necessario e para que você possa identificar esses sintomas e obter a ajuda de que precisa.

Isso é especialmente importante se você for mais vulnerável à ansiedade e à depressão. Saiba que é normal, mas você não precisa sofrer e ficar nesse estado. Procure ajuda profissional antes que fique muito ruim - dessa forma, você terá um plano em prática, não importa o que aconteça.

Seus hormônios desempenham um papel importante no seu humor; portanto, se você estiver tomando medidas para apoiar todo o seu corpo durante essa transição, provavelmente também sentirá alívio em muitas de suas mudanças de humor!

7)      NÉVOA CEREBRAL

O que você ganha quando combina caos hormonal com estresse e falta de sono? Confusão mental.

Esta é uma das principais preocupações de muitas mulheres. Você sente que está enlouquecendo:  Esquece por que entrou em uma sala, fica distraída durante reuniões ou conversas importantes, esquece o nome das pessoas, etc

Normalmente, o nevoeiro cerebral (Brain Fog) está relacionado com a inflamação no corpo que se espalha para o cérebro. Não é de admirar que o estresse dessa transição em sua vida, juntamente com os hormônios caóticos, esteja deixando você se sentindo assim!

Reduzir sua inflamação geral fará a maior diferença na redução do nevoeiro cerebral  e protegerá seu cérebro de danos ou degeneração nas próximas décadas. E o melhor lugar para começar é por:

·         Reduzir o estresse com autocuidado (porque o estresse é como jogar gasolina no fogo da inflamação que já está acontecendo) e

·         Apoiar seu corpo com alimentos anti-inflamatórios .

·         Controlar o stress

·         Praticar atividade física Regularmente

·         Manter o peso adequado

·         Ter uma dieta equilibrada, rica em nutrientes antiinflamatórios

·         Realizar detoxificação a cada 6 mêses

 

8)      GORDURA ABDOMINAL

Você de repente tem um anel em torno de sua barriga que faz com que seu jeans de repente não abotoe mais? É fácil se perguntar se você está exagerando, ou se precisa se exercitar mais, ou se (como nossa cultura gosta de nos dizer) o ganho de peso é realmente inevitável, então é hora de um novo guarda-roupa.

Este é um dos maiores mitos que as mulheres acreditam sobre a menopausa. Você NÃO está destinado a viver em calças de cintura elástica com um corpo que não se parece com você depois de atingir 50, 60 ou mais.

Você consegue controlar seus hormônios e seu corpo - você só precisa das ferramentas certas.

E as coisas que funcionaram para perda de peso em seus 20 e 30 anos simplesmente não vão funcionar nesta fase da vida...

Para começar, exercícios de alta intensidade realmente colocam mais estresse em seu corpo quando você está na perimenopausa, levando seu corpo a reter a gordura com mais teimosia porque se sente ameaçado. Exercícios suaves, como treinamento de resistência, caminhada e ioga, farão mais do que seu treinamento intenso.

Além disso, seu metabolismo está diminuindo, então acomodar suas práticas alimentares e escolhas alimentares para se adequar a esse novo normal é a CHAVE para perder peso e permanecer em forma e saudável durante essa transição.

TUDO CULMINA NESTE MOMENTO

É  MUITA informação, porem é necessário entender o que está acontecendo com seu corpo e como continuar vivendo a vida dos seus sonhos em um corpo que você ama durante esta transição de vida.

ESSA é a parte mais importante: você precisa se cuidar. Faça de você uma prioridade.

As coisas que você está experimentando podem estar fazendo você se sentir como se não fosse mais você, mas isso não é verdade.

Assuma esta fase da sua vida como a mulher poderosa e sexy que você é. Assuma o controle de sua saúde e não se contente com nada menos.

 

Kommentare


bottom of page